Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos de Cristal

Saltos de Cristal

Aplicações Fitness para o telemóvel

strava.jpg

unnamed.png

 

 

As aplicações desportivas são, cada vez mais, uma companhia dos "atletas" que, quer sejam amadores ou profissionais, gostam de efetuar o registo de distâncias percorridas, gastos calóricos, ritmo cardíaco, entre outros elementos. Informações cruciais para evoluir e garantir os melhores resultados.

 

Qual a melhor app? Não há uma resposta certa. Existem várias, cada uma adequada a um determinado propósito. Deixo-vos aqui o meu TOP 10.

 

Runkeeper - Permite transformar qualquer atividade numa rota, sendo posivel publicar, posteriormene, os resultados nas redes sociais, como o Facebook e o Instagram, para partilhar as conquistas com os amigos.

 

Strava Cycling - Aplicação que está disponível para várias plataforma móveis (ex. Android, iOS, dispositivos Garmin), que regista e analisa as nossas atividades físicas.

 

Nike+ Running - Uma aplicação desenvolvida pela Nike que permite registar as nossas corridas, tendo depois acesso a informações que permitem facilmente avaliar e comparar a sua prestação/performance.

 

Pedómetro - Regista o número de passos que deu e exibe-os de novo juntamente com o número de calorias que queimou, distância percorrida, tempo gasto e velocidade por hora. Depois de clicar o botão Iniciar, tudo o que tem a fazer é segurar o seu smartphone como sempre faz ao caminhar.

 

OruxMaps -  Aplicação gratuita para Android para navegação, que partilha determinadas características do SportsTracker, Runtastic, Endomondo Sports Tracker, entre outras, mas a um nível mais profissional. Esta aplicação pode funcionar em dois modos: online (com base nos mapas dos serviços do Google Maps, Microsoft Bing, OpenStreet Map) e offline (usando mapas calibrados, criados para a aplicação).

 

Sports Tracker - Esta aplicação permite registar a duração, distância, velocidade média, ritmo cardíaco, entre outras informações, de uma determinada atividade desportiva. A aplicação permite ainda a visualização das informações através de gráficos.

 

BTFIT - É uma aplicação que se adapta à nossa vida e nos motiva a adoptar uma rotina saudável, onde diariamente é possível fazer quatro treinos diferentes, dança, abdominal, workout e pilates, sempre com professores diferentes entre essas aulas e que também variam durante a semana.

 

CardioTrainer - Aplicação para o fitness, que permite monitorizar os nossos treinos de todas as actividades desportivas outdoor. A aplicação recorre ao uso do GPS para mapear a nossa actividade. Além disso, disponibiliza ainda um sistema de voz para nos auxiliar nos percursos.

 

Tabata - A aplicação que nos permite fazer treinos de alta intensidade de intervalos de tempo fixos (HIIT) e foi baseado num estudo de Izumi Tabata. Na aplicação é possível escolher tanto o tempo de treino, de descanso e rondas.

 

c:geo - Ferramenta gratuita para quem gosta (ou vai passar a gostar) de praticar Geocaching. Pelos testes que realizei, a aplicação está bastante completa a nível de funcionalidades e bem conseguida a nível de interface.

Spartan Race Barcelona 2016: Sprint Elite!

JU4.jpg

JU2.jpg

ju29.jpeg

ju28.jpegju31.jpeg

ju32.jpeg

ju51.jpeg

 

 

JU1.jpg

 

 

9 de Outubro de 2016: um dia que vai ficar para sempre na minha memória, pois foi a minha estreia no "mundo" dos espartanos.

 

Participar numa Spartan Race era um dos grandes objetivos a que me tinha proposto para este ano, e eis que, finalmente o concretizei e logo na esplendorosa cidade de Barcelona, em Espanha. 

 

Para quem não sabe, a Spartan Race é uma das mais duras corridas de obstáculos do mundo. A prova começou em 2010, no estado norte-americano de Vermonte, e, no entretanto, já se estendeu a mais de 60 países, havendo até um ranking internacional de atletas e um campeonato do mundo da Spartan Race.

 

A Spartan Race está dividida em três modalidades: o Sprint de 5 a 8 km, a Super de 13 a 16 km e a favorita da maioria, a Beast, de 19 a 22,5km. Tudo por entre terra, lama e muitos obstáculos pelo meio.

 

Eu participei no Sprint mas senti que talvez conseguisse fazer a Super pois eram apenas mais alguns quilómetros e s obstáculos eram basicamente. A experiência foi fantástica, o espirito de equipa entre os portugueses presentes na Spartan Race foi notável e a sensação de superação é indescritível. Uma prova difícil mas que vicia!

 

Agora o foco até ao fim do ano é treinar muito para que em 2017 possa participar em mais provas do género. Até lá, pretendo experimentar algumas das competições nacionais, nomeadamente a Urban Obstacles e a Wild Challenge. Espero ver-vos por lá. Aceitam o desafio? ARO! :)

 

“You dream. You plan. You reach. There will be obstacles. There will be doubters. There will be mistakes. But with hard work, with belief, with confidence and trust in yourself and those around you, there are no limits.”